Magia Natural

Mabon – Sabbat do Equinócio de Outono

By março 21, 2018 No Comments

Hoje, dia 20 de Março, a ancestralidade da magia natural comemora o Ostara, Sabbat Menor do equinócio de Primavera. Já no hemisfério sul, estamos entrando no Outono, o que seria relacionado ao Sabbat Menor, Mabon – período no qual as sombras começam a dominar sobre a luz.

Mabon é o antigo Deus Celta, os princípios masculinos da fertilidade, é a Criança Divina, o deus da mocidade. No equinócio de Outono, Mabon entra de volta no ventre de sua mãe, Modron, após três dias do seu nascimento. O útero da Deusa é um lugar mágico, nutridor e repleto de poder e força de renovação, e ao mesmo tempo, repleto de desafios. Os desafios são necessários para formar e moldar seu filho para que ele possa renascer como a Criança da Promessa, o Grande Vencedor, o Filho da Luz.

Em Mabon, entendemos que o nosso Ser está passando por um momento de morte e renascimento; de se despir do velho e abrir caminho para o novo. A Deusa está repleta da energia do Sol, que chegou ao seu ápice e que de agora em diante diminuirá, retornando para a Terra no Yule. A Deusa, entristecida com a partida de seu consorte, caminha em direção ao seu aspecto de Anciã mas deixando o seu aspecto de virgem impregnado nas sementes do Deus que se sacrificou para alimentar seu povo. No equinócio de Outono, existe um espiral duplo, que vai e que retorna, nos lembrando  que o começo sempre é pelo ponto mais escuro e que a morte é seguida do renascimento.

Este é o momento da colheita, e portanto, do agradecimento! Agradecemos o ano de aprendizados, as bênçãos que recebemos, e as oportunidades que tivemos, reconhecendo a necessidade do balanceamento entre a luz e as sombras dentro da Roda. Esta é a segunda, e a maior, colheita do ano, que nos alimentará durante o período de inverno.

Mabon é o momento da colheita e preparação para o novo ciclo, preparação para a ação. Nesse momento, escolhemos as sementes que vamos plantar, que vamos colocar no útero da Grande Deusa, mas para isso é necessário deixar as coisas não são mais necessárias em nossas vidas, irem embora. pois são elas que nos oculta e impede de alcançar o que queremos. Portanto, é um excelente momento para limpar a casa e refletir: o que você plantará diferente nesse novo ciclo? Quais crenças limitantes você gostaria de abandonar? Quais roupagens não cabem mais? Quais sementes você deseja convidar para germinar em seu jardim?

Abençoados sejam todos!!

Leave a Reply